CK TOTAL
Sinonimia
CPK, Creatina Quinase, Creatinofosfoquinase, CK-Nac
Exames relacionados
CK-MB, AST, Troponina, Mioglobina
Indicação médica
A determinação da creatinofosfoquinase (CK) em amostras de sangue é útil na abordagem laboratorial do infarto agudo do miocárdio e de doenças musculares esqueléticas.
Significado clínico
A creatina quinase é um dímero composto de subunidades B e M, e ocorre em três formas de isoenzimas: MM (CK3), MB (CK2) e BB (CK1). A enzima é encontrada em concentrações elevadas no músculo esquelético, músculo cardíaco, cérebro e trato gastrointestinal.
Estudos de distribuição tissular indicam que o músculo esquelético é quase que completamente composto da isoenzima MM com quantidades mínimas da isoenzima MB. O cérebro e o trato gastrointestinal contém primariamente a isoenzima BB enquanto que o músculo cardíaco consiste aproximadamente de 80% da isoenzima MM e 20% da MB. A CK total começa a se elevar 6 horas após o início do infarto agudo do miocárdio (IAM) e chega a um pico máximo após 12 a 24 horas, permanecendo elevada até 72 horas quando não ocorre um novo infarto. Os valores no pico máximo podem chegar a mais de 10 vezes o limite superior dos valores de referência. Em pacientes submetidos à terapêutica trombolítica a elevação da CK pode ocorrer mais precocemente por aumento da isoenzima MB consequente à reperfusão do miocárdio isquêmico.
Além do IAM a CK está elevada nos casos de necrose do músculo cardíaco produzidas por miocardite grave.
As causas de elevação da CK consequentes a necrose ou atrofia aguda do músculo estriado são: cirurgia torácica ou cardíaca (os valores retornam à linha basal em 24-48 horas), cardioversão, distrofia muscular progressiva, esclerose lateral amniotrófica, poliomiosite, distrofia miotônica, traumas e queimaduras, rabdomiólise extensa, hipertermia maligna, hipotermia, status epilético, miopatia endócrina (hipotireoidismo, acromegalia, miopatia do hipoparatireoidismo) e uso de cocaina.
O exercício físico pode elevar os valores da CK em até 3 vezes os valores de referência, havendo redução dos valores após 24 horas. Nos casos de exercício prolongado os valores podem aumentar em até 24 vezes.
Preparo do paciente
Evitar exercícios físicos antes da colheita do material.
Tipo(s) de amostra
Sangue (soro)
Método
Cinético U.V. Automatizado
Valor(es) de referência
0 a 1 Ano - Até 325 U/L
1 a 15 Anos - Até 225 U/L
Mulheres Adultas - Até 165 U/L
Homens Adultos - Até 190 U/L
Interferências
O exercício físico pode elevar os valores da CK em até 3 vezes os valores de referência, havendo redução dos valores após 24 horas. Nos casos de exercício prolongado, os valores podem aumentar em até 24 vezes. Observa-se, também, aumento após injeções intra-musculares.
Prazo de entrega
0 dia(s)

voltar